segunda-feira, 20 de março de 2017

Barcelona e Lisboa: pit stop na volta pra casa [parte 1]



Entra e sai de avião, longas esperas em aeroporto, noites mal dormidas, economia nas refeições e por aí vai. Viajar não é só glamour e é mais cansativo do que você imagina. Mas quem me conhece pelo menos 1% sabe que eu não troco isso por NADA e qualquer chance de pisar em um lugar diferente eu tô topando! Rsrs E foi assim que eu decidi passar em Barcelona e Lisboa por míseros 3 dias no meu caminho para o Brasil.

Fazendo o que eu mais gosto de fazer: Voar!

Basicamente, foi o seguinte: quando eu comprei minha passagem para passar as férias no Brasil, eu comprei os trechos Lisboa – Natal/ Natal – Lisboa porque uma passagem direto da Rússia para o Brasil não existe e, se eu tentasse fazer apenas conexões/escalas “rápidas”, iria sair caríssimo e, ainda assim, demoraria 212 anos-luz. Então, depois eu tive que me virar em comprar São Petersburgo – Lisboa e, como não sou besta nem nada, já me programei para ir pra Lisboa pelo menos uns 2 dias antes e aproveitar um pouquinho da cidade, que eu não visitava há 8 anos.

Por maravilhas do destino, a passagem mais barata no Skyscanner tinha uma parada de 23 horas em Barcelona. Eu, que não sou boba nem nada, já me imaginei caminhando pela La Rambla e bebendo uma sangria no bar catalão. Corri e garanti logo essa passagem!! Para melhorar ainda mais, a minha querida amiga americana Colleen estava na Inglaterra e topou me encontrar em Lisboa, já que ela ainda não conhecia a cidade e fazia quase 8 meses que não nos víamos.


Shot bem tirado por um japa na Praça Catalúnia - eles são os melhores fotógrafos!!

O tempo foi curto, apenas 23 horas em Barcelona e 2 dias e meio em Lisboa, mas eu consegui fazer mais coisa do que muita gente faz em 1 semana nos dois lugares e, o melhor: SEM PRESSÃO de horários e de acordar de madrugada! É a prova de que, se organizar direitinho, tem pra todo mundo! Vem ver as dicas e, se gostar, divulga também! J


BARCELONA

Praça Catalunya, no centro de Barcelona


A primeira parada foi Barcelona. Como eu ia ficar apenas um dia (na verdade, menos de 24 horas), eu avaliei que seria melhor pegar um couchsurfing e economizar o dinheiro da hospedagem para gastar em Lisboa. Entrei no aplicativo e logo recebi um convite de um menino, que parecia ser bem gente boa.

Aceitei e combinamos tudo. Um dia antes do embarque, ele me enviou uma mensagem pelo Facebook dizendo que eu não poderia mais ficar lá, pois ele iria receber uma “amiga” de última hora. Fiquei com tanta raiva pela falta de compromisso que nem quis mais nem saber de hostel e reservei logo um hotel! Rsrsrs

Nada muito chique, apenas uma acomodação 3 estrelas, mas que deu pra descansar melhor do que se estivesse em quarto compartilhado. Fiquei no hotel Rua Augusta, ao custo de 42 euros a diária, localização EXCELENTE, ao lado de uma estação de metrô, perto de vários pontos turísticos e comércios. Indico muito!




Saí de São Petersburgo às 7h da manhã e, apesar de o voo durar pouco mais de 4 horas, por causa da diferença de fuso-horário, cheguei em Barcelona cedinho, às 9h. Logo no primeiro contato com a cidade, dentro do aeroporto mesmo, eu já respirei melhor. Parece que aquele ar de “latinidades” realmente me faz bem! Depois de 6 meses “trancafiada” na Rússia – com apenas uma passada rápida na Alemanha nesse meio tempo – receber um sorriso de um desconhecido foi mágico. Sério, parece que eu estou falando baboseiras e exagerando, mas eu me senti tão quentinha por dentro, que me deu até vontade de chorar! Rsrsrs

Cheguei no hotel perto das 12h e consegui fazer o check-in mais cedo, pois já havia um quarto disponível. Descansei um pouco, tomei um banho e saí para almoçar. Como eu tinha marcado o Free Walking Tour para às 14h30, parei no Hard Rock Cafe que ficava em frente ao ponto de encontro para comer algo rapidinho. Como eu sentei no balcão, bati um papo bacana com uns brasileiros que trabalhavam por lá e, em seguida, corri para o tour.

Como eu já conhecia Barcelona e já tinha visitado os principais pontos turísticos quando estive na cidade, em 2009, dessa vez eu reservei apenas o tour pelo Bairro Gótico. O processo foi o de sempre: encontramos com o pessoal da empresa na Praça da Catalúnia e, de lá, seguimos caminhando com a guia, que nos explicava tudo sobre a parte gótica (uma das áreas mais antigas) da cidade. O tour durou umas 3 horas.

Ruelas do Bairro Gótico

 
Parede de pedras danificada por bombas da Guerra Civil Espahola

A beleza ímpar, as ruelas fininhas, aquele ar do qual você respira história e uma vibe muito gótica mesmo me fizeram ter certeza que escolhi o passeio certo.

Quando terminou, peguei o metrô para a Sagrada Família, mas me perdi tanto que fiquei com muito pouco tempo pra aproveitar. Isso porque às 19h, eu tinha reservado um outro Tour, o Tapas Experience, pra comer e beber muuuito na minha última (e única) noite na cidade. Então, passei rapidinho pela Igreja e apenas pelo lado de fora – porque,  na verdade, eu queria comparar com quando eu fui em 2009 e ver se a construção havia avançado muito. Mas quem disse que eu lembrava como a Igreja estava em 2009? Rsrs Mas valeu mesmo assim.

Igreja Sagrada Família



Corri para o hotel, me arrumei e fui para o ponto de encontro do segundo Tour. Diferente do primeiro, esse tour não é gratuito. Comprei online por 18 euros, com direito a 5 tapas e 3 bebidas em 3 diferentes bares. A nossa guia era INCRÍVEL e nos explicou tuuuudo sobre as bebidas, como comer as tapas e como beber sangria. E eu aprendi direitinho, hein?! (Vide vídeo abaixo).



Além de conhecer pessoas de todos os lugares e bater um bom papo, eu comi bastante (quem me conhece sabe que meu BASTANTE realmente significa BASTANTE!) e bebi 3 taças de vinho, sangria e ainda ganhamos um shot no final. Na minha percepção, valeu muito a pena pagar os 18 euros, porque Barcelona é uma cidade extremamente cara e teria custado muito mais fazer isso sozinha.

O tour acabou por volta das 22:30 e eu preferi ir pra casa logo, pois eu teria que, novamente, acordar às 4h da manhã para ir ao aeroporto. Menos de 24 horas em Barcelona e eu aproveitei muito mais do que todos os dias que passei lá em 2009. Vai vendo!

Para o texto não ficar muuuito grande (minha marca registrada), vou deixar a parte de Lisboa, que está IN-CRÍ-VEL, para o próximo post!!! Fiquem ligados!

Beijos de tapas espanholas,

Pri.

TO BE CONTINUED...


0 comentários:

Postar um comentário