domingo, 10 de julho de 2016

Positividades da terra da batata

Oi, genteee! Voltei pra continuar a lista de coisas que me surpreenderam positivamente aqui em Berlim.

Na primeira parte desse post, falei sobre a diversidade, o transporte e o baixo custo dos produtos aqui na cidade. Para ler, clique aqui

Agora, eu quero destacar outros 3 fatores que me fazem curtir bastante morar nessa terra da batata e da salsicha. E repito a mesma coisa que falei no post anterior: eu vou falar apenas de coisas relacionadas à BERLIM, já que é a única cidade da Alemanha em que eu morei; tudo que estou falando é a minha percepção, baseada nos lugares que eu frequento e nos amigos que eu fiz; nada é generalizado, para tudo há exceções, ok?

Görlitzer Park, Kreuzberg
Quero começar falando do VERÃO. Genteeeeeee, que VERÃO ma-ra-vi-lho-so. A cidade se transforma, parece que eu viajei pra outro continente e não percebi. Primeiro de tudo, que amanhece 4 da manhã e escurece às 22h. (Às vezes, é um pouco irritante pra quem não tem Blackout nas janelas, como eu). Segundo, muitas muitas muitas bikes e pessoas sorridentes e felizes caminhando pelas ruas, dando aquele clima 'cool' de movimento e bom humor. Terceiro, mesmo não tendo praia, as opções de lazer no verão são muitas. Berlim é cheia de parques maravilhosos, muitos mesmo, em cada esquina tem um parque diferente, e eles ficam super animados nos finais de semana, tanto com gente fazendo esporte (inclusive, tem vários com redes pra vôlei de praia), como com grupos de amigos comendo, bebendo, ou apenas descansando sob o sol. Além disso, a cidade tem alguns clubes (acho que poderia ter mais) com piscinas que abrem especificamente para a temporada do verão, com festas e música. Pra não falar dos vários lagos espalhados pela cidade e pelos arredores, que também ficam cheios de gente querendo aproveitar o sol. Ahhhh, e tem as chamadas "rooftop parties", que são as festas no último andar dos prédios, a céu aberto, pra curtir os meses de "calor".






E olha que linda que fica a cidade, com as flores espalhadas por todos os lugaress, nessa cor que parece que foram pintadas com tinha guache, né? 

Outra coisa que merece, inclusive, estar no topo da lista, mas que eu esqueci antes, é a segurança. Eu acho a Alemanha um país muito seguro para morar e Berlim, apesar de ser maior e muito "turística", não é diferente. Eu, Priscilla Castro, me sinto segura SIM, e muito, de andar pela rua, ouvindo música no celular, qualquer hora, em qualquer parte. Eu já fui umas 21h pro parque e fiquei até meia-noite, tranquila, sem nenhum medo. E várias outras pessoas estavam lá também.. Rsrs

Eu moro numa área bem alternativa e movimentada aqui de Berlim, num bairro chamado Kreuzberg, que é conhecido também como área turca, hipster e, especificamente na minha rua, ponto de venda de drogas. SIM, já fui abordada 87438945 vezes pelos dealers que sempre perguntam se eu tô precisando "relaxar". Mas simplesmente ignoro, continuo caminhando e sempre fui respeitada, eles nunca seguem, ou tentam forçar a conversa. Até porque, eles não fazem diferença na clientela e oferecem pra TODO MUNDO mesmo. Mas, mesmo assim, chego lindamente das baladas às 3h, 4h da manhã, caminho pro meu prédio de boa e entro na minha residência pra dormir feliz e tranquila.

Existe casos de assalto, estupro, assassinato e furto aqui? LÓGICO. O ser humano é bicho doido e sempre tem uns piores espalhados em qualquer lugar do mundo. Ocorrem, principalmente, furtos de celulares nas áreas turísticas. Mas é claro que, como boa brasileira que sou, eu fico ligada nas situações e ajo de acordo com o que o momento pede. Não ando por aí, desligada, às 3h da manhã, balançando um iPhone pelos ares, e contando notas de 100 euros em um beco escuro. Sempre, SEMPRE, que estou andando sozinha à noite e sinto que tem alguém caminhando atrás de mim, eu paro, finjo que vou mexer no sapato, e deixo a pessoa andar na minha frente, e por aí vai. A gente sabe como se virar, né? No geral, eu continuo achando aqui uma cidade com uma ótima infraestrutura de segurança.

Last, but not least, deixa eu falar aqui do maravilhoso aspecto histórico-cultural desse lugar. Quem estudou pelo menos um pouquinho, sabe que a Alemanha é um país cheeeeio de história pra contar, coisas boas e horríveis. A Europa em si como um todo é um mundo com muita bagagem e muita coisa pra mostrar, mas a Alemanha sai um pouco na frente em acontecimentos malucos/tristes/perdidos nesse livrinho da vida. Esse assunto merece um post exclusivo, pra que eu possa explicar e mostrar todas as fotos e lugares maravilhoso que temos aqui referentes à II Guerra, ao período do Muro de Berlim, e mais. Os alemães são bem tranquilos pra falar sobre tudo isso, às vezes se sentem bem envergonhados com tudo que aconteceu, mas é um assunto bastante tratado nas escolas, eles fazem questão que todos saibam de tudo desde pequenininhos, para que algo do tipo nunca mais aconteça.

Voltando um pouco mais no tempo, a Alemanha é cheia de castelos maravilhosos e museus dos mais variados tipos. Esse da foto é o Neu Palais, em Potsdam, uma cidadezinha aqui do lado de Berlim, cuja visita vale muito a pena. Não deixem de ir lá.



O próximo post vai ser falando sobre as coisas negativas da Alemanha, porque não se iludam que aqui é tudo um mar de rosas, não. Hahaha Tem muuuitas coisas irritantes e estranhas, que poderiam ser melhoradas!

Beijosss,

Pri.

0 comentários:

Postar um comentário