quarta-feira, 4 de outubro de 2017

Turismo: Brasileiros movimentam o mercado em português na Inglaterra


por Priscilla Castro


O alto número de brasileiros que visitam Londres todos os anos movimenta o mercado de turismo em português na cidade. Cerca de 187 mil brasileiros visitaram a capital inglesa em 2016, representando um gasto total de 196 milhões de libras. Pensando nisso, brasileiros que moram na terra da rainha estão investindo no negócio do turismo exclusivamente voltado para a brasileirada.

Registrando tudo em Notting Hill


Os dados são do Escritório Nacional de Estatísticasdo Reino Unido, que registram apenas aqueles que apresentam o passaporte brasileiro na imigração. Entretanto, os números reais são ainda maiores, visto que muitos brasileiros possuem dupla cidadania e preferem entrar na Europa usando o passaporte local (europeu). Seja a lazer ou a negócios, o brasileiro é um povo que ama a capital inglesa.

Por isso, as opções são muitas para os turistas brasileiros que lotam Londres todos os dias. De tours em bares a tours históricos e personalizados, pequenas empresas ou guias autônomos oferecem passeios guiados exclusivamente em português não só dentro, como fora da cidade de Londres.

Para dar uma ajudinha aos que estão planejando visitar terras londrinas e ainda não se sentem confortável o suficiente com o idioma local, ou simplesmente preferem passear com a boa e velha energia brasuca, separei alguns tours oferecidos por brasileiros na Inglaterra.

sábado, 23 de setembro de 2017

Custo de vida em Londres

Hello peeps.


Long time no see!

Fiquei sumida mesmo, passei muito tempo sem postar dicas sobre países, mas é porque a vida tá uma loucura mesmo. Em Berlim, estava na correria do Mestrado e, antes mesmo de sair de férias, já me voei pra Londres pra começar um estágio de nove semanas (que já acabou). Ou seja, sem tempo mesmo. Mas decidi tirar uns minutinhos hoje e vim aqui falar pra vocês sobre um tópico que tem gerado bastante questionamentos nos últimos meses: csto de vida em Londres.

Bom, como eu já falei nesse post aqui (quando escrevi sobre o baixo custo de vida de Berlim), “custo de vida” é uma questão relativa porque depende muito do padrão de consumo e moradia que cada um leva, se bebe, se gosta de comer fora, qual tipo de transporte utiliza, etc. Mas eu vou falar de uma forma bem geral sobre os preços em Londres, usando como base os meus dois meses lá, tudo bem?

Bom, a fama de Londres de ser uma cidade cara é totalmente justa. Eu fiquei lá nove exatas semanas, não viajei, não vivi em balada, não comprei roupa, e gastei o equivalente a cinco meses em Berlim. Juro real oficial! De cervejas a transporte, tudo custa os olhos da cara. Mas é inegável que o mais caro de Londres é mesmo o aluguel.


quarta-feira, 30 de agosto de 2017

O clichê dos 30 anos: me poupe, se poupe, nos poupe


Trintando feliz. Sem mais.


Fazer 30 anos é um momento especial na vida de qualquer pessoa. É um marco em todos os sentidos. Se você é mulher, está na hora de preparar o corpo para engravidar. Se é homem, precisa estar com o profissional muito bem encaminhado para sustentar uma família muito em breve. Estabilidade é o que eles querem. Em todas as esferas: pessoal, profissional, mental. São tantas exigências, tantas regras, tanta previsibilidade, que fazer 30 anos se tornou um clichê.

Clichê esse que, às vezes, leva os novos balzaquianos a seguirem rumos que não querem. Quantas vezes eu ouvi colegas falando “Eu preciso correr e arrumar alguém, pois já estou com 32 anos”, ou “Vou continuar nesse emprego que eu odeio porque está tarde para mudar tudo”.

Quem foi que se achou no direito de estipular uma idade certa ou limite para casar? Para ter filhos? Para estar bem-sucedida na carreira? Foi a mesma pessoa que acreditava que o ideal de felicidade dela era o ideal de todo o resto do mundo. Mas PASMEM! O meu ideal é bem diferente do ideal da minha mãe, do meu irmão, da minha vizinha, do meu professor, do papagaio do meu primo. Porque só quem pode saber qual o SEU ideal de realização é você mesma. E isso você só vai aprender tentando coisas diferentes.

quarta-feira, 14 de junho de 2017

Tirando a CNH na Rússia - Como é?!

Apesar de o transporte público de São Petersburgo dar conta do recado, é sempre bom ter a opção de dirigir nos dias de muito frio, muita preguiça, ou até para fazer aquela viagem para um lugar mais distante. Muito se fala sobre a fama de “motoristas loucos” que os russos têm – e isso não é totalmente uma mentira –, mas vale a pena ter a carta na mão para as horas de necessidade.

No entanto, o processo é longo, caro e corrupto. Por isso, hoje eu vou explicar para vocês tudo o passo a passo para tirar a “CNH” na Rússia, desde a primeira inscrição, até à dor de cabeça de ter que “pagar a mais” para receber o tão sonhado documento. Uma amiga russa – que não quis se identificar por motivos que vocês verão a seguir – passou por todas as etapas e explicou tudo. Vem conferir!



quarta-feira, 31 de maio de 2017

Budapeste: o paraíso ainda ignorado por muitos brasileiros [PARTE 2]

Oi, povo bonito. Voltei pra terminar o meu relato sobre essa cidade maravilhosa que conquistou meu coração (sem pieguices, conquistou MES-MO!) e me deixou com um baita gosto de quero mais. Clicando aqui, vocês conferem a primeira parte desse post com as dicas gerais e o meu primeiro dia na cidade.